Amphipolis.gr | O juramento de Alexandre, o grande

"Desejo-lhe, Agora terminando guerras, a eytychisete com paz.
Todos os mortais ap'edw e além de viver como um só povo,
monoiasmenoi na prosperidade comum.
Confiar o universo, sua terra natal, leis de comum,
onde irão reger o excelente, independentemente da raça.
Nenhum povo separado, como fazer o mesquinho, Gregos e bárbaros.
Não estou interessado na origem, Nem raça nascida.
O katamerizw com um único critério, a virtude.
Para mim, todo bom estranho, é grego e todos os gregos ruim,
É pior do que o bárbaro.
Se alguma vez você encontrar diferenças, Não CoQ10 nos braços,
Apesar vai resolver pacificamente. A nós precisam residir também seu árbitro.
Deus, Você não precisa pensar como governante autoritário,
Mas como o pai comum de todos, Então seu calcanhar
Parece que a vida lhe fazer t'adelfia da família.
Da minha parte, Considero todos iguais, Branco e melampsoys.
E eu não seria limitada aos nacionais da mina da Comunidade,
Mas os acionistas, todos os parceiros.
Como meus dedos, Eu vou tentar dar o que eles prometem"
1920464_10201473482625539_1569495933_n
Eratóstenes, ilustre sábio e estudioso de Alexandria (275-195)
Pseydokallisthenis (LIBR. III c)
Políbio (Paralelos, CH. M. Alexander)

Deixar uma resposta